6º Prêmio Questão de Crítica

17 de abril de 2017 admin Prêmio 0 Comentários

A edição de 2017 do Prêmio Questão de Crítica traz uma mudança importante. Depois de 5 anos, resolvemos mudar a dinâmica da premiação, eliminando a etapa de nomeação de indicados.

Ao longo da nossa história, nunca usamos a palavra “melhor” na nossa premiação. Porém, isso normalmente passa despercebido até mesmo para a maior parte dos premiados, pois a lógica das indicações acaba sugerindo essa forma de ver as coisas. Além disso, percebemos que a divisão em categorias esvaziava o debate crítico sobre as peças e fazia com que nos perdêssemos em tecnicalidades burocráticas.

A ideia mesma de que deveríamos dar um prêmio para cada categoria começou a não fazer sentido. Na verdade, teria sido mais coerente com as propostas da Questão de Crítica se tivéssemos feito assim desde o início. Mas tudo é sempre uma construção: foi preciso todo um caminho para finalmente achar uma maneira mais sincera e reflexiva de reconhecer trabalhos e artistas que nos tocam.

Assim, nesse ano, escolhemos premiar determinados trabalhos, alguns marcados por categorias reconhecíveis, outros em que os méritos precisam de outras nomeações, outros em que os desdobramentos da criação não nos permitem fazer distinções. As escolhas que fizemos esse ano também incluem ações da dança, o que sinaliza um entendimento de pertencimento e um desejo de proximidade.

Os premiados são:

Artur Luanda Ribeiro e Hugo Mercier pela iluminação de Gritos

Emilio de Melo por Os realistas

Felipe Vidal por Cabeça (um documentário cênico)

Festival Panorama pelos 25 anos

Grace Passô por Vaga Carne

Jé Oliveira por Farinha com açúcar

Juliana Galdino por Leite derramado

Lia Rodrigues por Para que o céu não caia

Marcio Abreu por Nós

Roberto Alvim por Cesar e Leite derramado

Teuda Bara por Nós

 

Comissão julgadora: Daniel Schenker, Daniele Avila Small, Mariana Barcelos, Patrick Pessoa, Paulo Mattos e Renan Ji.

Couldn't resolve host 'urls.api.twitter.com'