2º Prêmio Questão de Crítica

14 de março de 2013 admin Prêmio

Cinco anos se passaram desde que publicamos a primeira edição da Questão de Crítica, em março de 2008, e a cada esforço de continuidade e renovação ganhamos mais fôlego. Em 2010, decidimos criar o Prêmio Questão de Crítica para provocar uma aproximação maior entre os colaboradores da revista, com encontros e conversas sobre as peças às quais assistimos no dia a dia do ininterrupto cenário teatral carioca. O Prêmio acabou nos aproximando mais dos artistas, que passaram a conhecer melhor o nosso trabalho.

Nosso desafio maior agora é conseguir uma aproximação com o público de teatro da cidade. Para isso, procuramos uma parceria muito importante: o Sesc, instituição de inquestionável valor e relevância no teatro brasileiro. Assim, o 2º Prêmio Questão de Crítica conta com esta nova amizade, que promete ser bastante frutífera. Na verdade, já está sendo. Ganhamos um anfitrião bastante familiar: nossa festa de premiação dos artistas que estiveram em cartaz em 2012 acontece no Espaço Sesc, lugar querido e frequentado por todos os segmentos das artes cênicas, por inúmeros artistas e, o que é muito importante, por um público vasto e heterogêneo. Também ganhamos mais companhia para as nossas discussões, o que foi uma delícia.

A comemoração deste ano – porque a premiação é, acima de tudo, uma comemoração – vem com um embriãozinho, um novo xodó, que demanda uma expansão dos esforços e uma renovação do olhar: o lançamento de uma nova premiação, voltada para as escolas e universidades, o Prêmio Yan Michalski para o Teatro em Formação. Pensamos que a produção universitária, bem como a das escolas para técnicos e artistas de teatro, fica muito isolada dentro dos seus muros. Então resolvemos ir até lá: vamos assistir às peças dentro das escolas e, em 2014, vamos fazer uma premiação para prestigiar e fomentar os primeiros esforços destes artistas que em breve vão pintar por aí. Assim também nos motivamos mais a escrever sobre os espetáculos realizados nas escolas, ideia que sempre acalentamos, mas que raramente colocamos em prática.

Não foi à toa que neste ano convidamos professores e coordenadores das principais escolas de teatro da cidade para entregar os troféus aos premiados: queremos fortalecer os vínculos entre as partes que formam o teatro na cidade: escolas, instituições, espaços públicos e particulares, iniciativas independentes, críticos, artistas, público… É um projeto de longo prazo, um trabalho de formiguinha. Mas estamos animados e vemos cada vez mais gente se aproximando e botando a mão na massa.

E seguimos criando outros e outros eventos presenciais, como o 2º Encontro Questão de Crítica, que começa em 23 de março no Espaço Sesc, com atividades formativas até o final de julho. Queremos conversar sobre teatro e crítica, essas coisas que nos mobilizam tanto, e queremos que tenha cada vez mais gente na conversa. Afinal, o que é a crítica senão mais uma voz na conversa?

Que venham muitos anos promissores e agregadores como este 2013. Esperamos que as portas dos teatros estejam abertas, em todos os sentidos, e que o público seja cada vez mais nosso parceiro. No que depender da Questão de Crítica, o teatro vai sempre ter uma crítica parceira.

Nosso MUITO OBRIGADO! aos artistas que criaram estas obras incríveis que estão sendo lembradas nesta premiação e a Christine Braga, Paulo Mattos e Bia Radunski, pelos braços abertos com que estão nos recebendo.

 

Com muito amor pelo nosso lugar na plateia, merda!

Equipe Questão de Crítica

Could not resolve host: urls.api.twitter.com; Name or service not known